Sexo

Uma vida sexual plena é tão importante para as pessoas com EM como para aquelas que não têm a doença. Uma vida sexual saudável faz bem à auto-estima e ao bem-estar. É importante que os parceiros confiem um no outro e que eles sejam abertos com relação aos seus sentimentos e a quaisquer problemas que possam ocorrer como resultado da EM.

 

Se houver problemas sexuais ou questões relacionadas ao desempenho sexual ou ao desejo, é importante compreender que há ajuda disponível. Falar sobre estas questões especialmente com o parceiro é um bom ponto de partida, e a ajuda profissional seja médica ou de um especialista que trabalha no campo da psicologia sexual é um passo a frente.